CCEDAL e Equatorial Alagoas discutem faltas de energia elétrica no Estado
Distribuidora apresentou novo corpo de gestores e reforçou compromisso com o cliente
POR Lucas Araújo
03/04/2019 às 14:03:42, 09/04/2019 às 12:15:01
CCEDAL e Equatorial Alagoas discutem faltas de energia elétrica no Estado

Por: Lucas Araújo e Laíse Teixeira 

O Conselho de Consumidores de Energia Elétrica de Alagoas (CCEDAL) realizou, na manhã desta quarta-feira (3), sua 1ª Reunião Extraordinária de 2019. A sessão contou com a participação da Equatorial Energia Alagoas, que tratou das constantes faltas de energia elétrica registradas no Estado.

Segundo o gerente do Departamento de Operação da Equatorial Alagoas, Eng. Rodolpho Rathge, os três apagões registrados no final do mês de março tiveram como causa curtos-circuitos nas substações do bairro do Tabuleiro e na cidade de Messias e a empresa já adotou providências para evitar novos problemas.

“Foi uma situação atípica, não é rotineiro. E também não foi sabotagem, como foi dito por aí. Mas nossas ações corretivas impedirão que esses problemas voltem acontecer. Fizemos vistoria e manutenção na rede, e também tivemos uma reunião com a Chesf”, revelou.

Humberto Soares, presidente da Equatorial Alagoas, apresentou aos conselheiros o Grupo Equatorial, proprietário de quatro Distribuidoras de Energia no país, e a atual situação da antiga Eletrobras Distribuição Alagoas, hoje Equatorial Energia Alagoas.

“Nós temos um desafio de melhorar a qualidade da distribuição no fornecimento de energia elétrica em Alagoas. O Grupo Equatorial tem como modelo de gestão a meritocracia, e a nossa cultura é a de alta performance. O nosso maior compromisso é com os nossos clientes", pontuou.

O presidente informou, ainda, sobre as dificuldades encontradas para a compra da Distribuidora e os desafios da nova gestão. “Fomos o único grupo a participar do leilão porque a empresa tinha um grande passivo, mas nós acreditamos no potencial de Alagoas.  Assumimos uma dívida de mais de 1 bilhão de reais, fora o passivo trabalhista. Assumimos há pouco tempo e queremos o quanto antes melhorar a distribuição de energia no Estado”.  

Além dos conselheiros, a sessão também contou com a presença de Márcia Lins, nova ouvidora corporativa da Equatorial Energia Alagoas, que assumiu também a secretária executiva do Conselho de Consumidores.

Para o presidente do CCEDAL, Antônio Pinto, a nova fase da empresa sinaliza mudanças significativas. “Nossas expectativas como Conselho e também como consumidor são as melhores possíveis. Esperamos receber um serviço de distribuição de energia elétrica de qualidade”, concluiu.

 

Foto: Laíse Teixeira