Equatorial alerta sobre a necessidade de colocar o medidor de energia externo 
Até outubro, mais de 120 mil leituras deixaram de ser realizadas por falta de acesso
POR Laíse Teixeira
21/11/2019 às 17:12:15
Equatorial alerta sobre a necessidade de colocar o medidor de energia externo 

Fonte: Ascom Equatorial


Todos os meses, colaboradores espalhados nos 102 municípios do estado visitam os imóveis com uma missão: fazer o registro da leitura e emitir a fatura para pagamento. Entretanto, nem sempre é possível fazer a medição real do consumo devido à falta de acesso ao medidor, ocorrendo o faturamento por média. Por isso, a Equatorial Energia Alagoas faz um alerta sobre a importância de se colocar a medição de energia externa para que a leitura seja registrada corretamente. Até outubro, mais de 120 mil leituras deixaram de ser realizadas por algum tipo de impedimento. 

Quando os leituristas não conseguem ter acesso aos medidores, os prejuízos para população são grandes:

•    Ter a conta faturada com base na média dos últimos 12 meses;
•    Após o terceiro mês consecutivo de impedimento, a empresa é obrigada a cobrar apenas o custo de disponibilidade do sistema, a popular taxa mínima, podendo gerar um acúmulo de consumo pela falta do registro real da leitura;
•    Além disso, a distribuidora pode notificar o cliente/condomínio e posteriormente realizar a suspensão do fornecimento de energia por falta de acesso.

Em um levantamento feito pela Equatorial, as principais causas de falta de acesso para leitura são imóvel fechado e impedimento pelos condomínios ou pelos clientes. Nestes casos, como o medidor é interno, o trabalho dos leituristas é comprometido quando não há ninguém no local. Dessa forma, para evitar contas de energia sem o consumo real, é necessário que os clientes modifiquem o padrão de instalação do medidor para a parte externa, pois independente de ter alguém no imóvel, será possível fazer o registro da leitura. Além disso, os síndicos de condomínios devem orientar porteiros para permitir a entrada dos colaboradores da distribuidora. 

SEGURANÇA – Ao colocar o padrão de medição externamente, é possível evitar situações de risco como incêndios, pois em caso de curto-circuito com o medidor dentro do domicílio, a possibilidade das chamas se alastrarem pelas instalações elétricas são eminentes. Ter o medidor dentro do imóvel ainda expõe famílias a acidentes, especialmente as crianças que não entendem os perigos do contato inadequado com o medidor e os riscos de choque elétrico. 

De acordo o gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial, Carlos Morais, a resolução 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em seu artigo 171, estabelece que é dever do cliente e dos condomínios manter livre aos empregados e representantes da distribuidora, para fins de inspeção e leitura, o acesso às instalações da unidade consumidora, inclusive para realização de serviços de suspensão de fornecimento e troca de equipamento de medição. 

“Além da leitura correta da conta, ao colocar a medição externa, os clientes evitam o corte da energia pelo impedimento de acesso e possibilitam aos colaboradores que realizam inspeções periódicas, verificar as condições de segurança e se há alguma anomalia no equipamento de medição. Dessa forma, se o aparelho estiver com algum defeito, é prontamente substituído, garantindo assim a confiabilidade da medição e a proteção do imóvel”, enfatizou o gerente.

FACILIDADE – O cliente pode optar por se responsabilizar pela transferência do padrão, mas para facilitar a vida dos alagoanos, desde o início de novembro, a Equatorial tem disponibilizado o serviço para realocação do medidor para a parte externa do imóvel. O custo pode ser parcelado em até 24 vezes sem juros na conta de energia. A solicitação pode ser feita nos postos de atendimento da empresa disponíveis nos 102 municípios.