Luz para Todos: Nova fase do programa beneficiará 40 mil pessoas em Alagoas
POR Laíse Teixeira
17/01/2018 às 12:46
Luz para Todos: Nova fase do programa beneficiará 40 mil pessoas em Alagoas

Fonte: Ascom Eletrobras

A Eletrobras Distribuição Alagoas dá início nesta semana à nova fase do programa Luz para Todos no Estado, que contará com investimentos de R$ 31 milhões até dezembro de 2018. Os recursos foram conseguidos em reunião entre o diretor-Presidente da Eletrobras, Adjar Barbosa, e os ministros de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, e do Turismo, Marx Beltrão, e serão destinados em ligações novas para residências da zona rural em todo o Estado e novas redes de média tensão que irão melhorar a qualidade de energia do sertão e dos litorais norte e sul.

“Este programa é muito importante para o Estado, por levar melhores condições de vida aos beneficiados e ajudar a desenvolver a economia de Alagoas, propiciando a geração de renda e empregos para a população, por meio do acesso à energia de qualidade”, aponta Adjar Barbosa, indicando que os recursos atenderão à nova demanda de ligações de 6 mil famílias.

Até o final do ano, as obras de novas redes de distribuição beneficiarão mais de 40 mil pessoas proporcionando mais confiabilidade e melhorias no fornecimento de energia do sertão e do litoral do Estado: “As instalações já contarão com o novo modelo de rede compacta que oferece mais segurança no fornecimento”, explica Diogo Ribas, gerente de Obras. “O planejamento dos novos materiais e do percurso dos cabos também trará uma sensível melhoria nos níveis de tensão das localidades e na operação do sistema elétrico pela Distribuidora”, completa.

Através do programa Luz para Todos, até dezembro de 2017, a Eletrobras Alagoas já atendeu com novas ligações mais de 97 mil famílias em todos os municípios do Estado, e beneficiou diretamente 500 mil pessoas com melhorias na rede de distribuição de energia.

Lançado em 2004, os investimentos do programa já somam R$ 90 milhões em obras, levando energia para residências em zonas rurais, comunidades indígenas, quilombolas, assentamentos rurais, escolas, postos de saúde e poços de água comunitários, entre outros.