Thiago Barral será o novo presidente da EPE
Funcionário de carreira da estatal desde 2007, engenheiro civil é atualmente um dos diretores da instituição
POR Laíse Teixeira
18/01/2019 às 11:09:19, 18/01/2019 às 11:12:14
Thiago Barral será o novo presidente da EPE

Fonte: Canal Energia

O engenheiro civil Thiago Barral vai ser o novo presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Ele será o primeiro funcionário de carreira da estatal – onde chegou em 2007 por meio de concurso público – a assumir o posto. Desde fevereiro do ano passado ele ocupa o cargo de diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da instituição. A confirmação de Barral já está em tramitação no Ministério de Minas e Energia, que já formalizou a indicação por meio de ofício interno.

A expectativa é que até a próxima reunião do Conselho de Administração da EPE, marcada para o dia 23 deste mês, a nomeação de Thiago Barral seja publicada no Diário Oficial da União. Nessa mesma reunião do CA, o atual presidente da Empresa, Reive Barros, irá apresentar sua carta de renúncia do cargo para assumir a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do MME. A nomeação de Barros como secretário do Ministério foi publicada na edição de hoje no Diário Oficial.

Barral é bacharel em Engenharia Civil pela Universidade de Juiz de Fora, mestre em Recursos Hídricos e Meio Ambiente pela Coppe/UFRJ e pós-graduado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas. Como diretor da EPE, coordenou a análise de estudos de viabilidade e projetos das diversas fontes, como eólica, solar, hidrelétrica, biomassa, gás natural e carvão, especialmente para participação nos leilões de energia do governo, além de participar da formulação de políticas de governo.

Criada em 2005 no âmbito da reformulação institucional promovida pela então ministra de Minas e Energia Dilma Rousseff, a Empresa de Pesquisa Energética já foi comandada pelo engenheiro e economista Mauricio Tolmasquim, pelo matemático Luiz Augusto Barroso e agora pelo engenheiro Reive Barros, que assumiu o cargo em fevereiro de 2018. A confirmação de Barral à frente da EPE é vista como um sinal de valorização do corpo técnico da Empresa por parte do ministro Bento Albuquerque.